Friday, September 8, 2017

Já comeu um biscoito amanteigado hoje? Vamos de MDIA3. (Parte 1)

Sim, hoje vou escrever mais um pouco sobre a M. Dias Branco. Mais um pouco por que já postei aqui no blog uma análise que fiz antes de comprarmos ações da empresa (pode ser lida aqui). Não é objetivo nessa postagem analisar a empresa, mas as pessoas que a idealizaram e fizeram ela se tornar o que é hoje.

A Fábrica Fortaleza surgiu a partir de uma padaria, a "Padaria Imperial" primeira padaria de Fortaleza - CE. Manuel Dias Branco, um português que veio para o Brasil logo após a 1° Guerra Mundial, tinha uma sociedade com os irmãos. A sociedade com os irmãos envolvia, além da padaria, representações de farinha de trigo e outros produtos.

M. Dias Branco - comerciante de origem portuguesa.
No ano de 1953 houve uma ruptura da sociedade de Manuel, foi quando a vida de seu filho iria começar a mudar. Ivens Dias Branco, que dizia que entrou por acaso no negócio com o pai, começou a se dedicar à padaria. Ivens precisou de um empurrão do pai, que o dizia que o comércio era algo que dava dinheiro bastava a vontade de trabalhar.

Ivens começou então a trabalhar na padaria e percebeu que havia uma demanda por biscoitos especiais que não eram produzidos na região, o que aumentava seus custos. Idealizou uma fábrica e estimulou seu pai a invertir na ideia. Como a empresa estava bem capitalizada na época, isso foi possível (a gestão para que a empresa sempre esteja capitalizada é algo que permite aquisições quando uma oportunidade aparece e existe desde os primórdios da empresa).

Francisco Ivens de Sá Dias Branco
Ivens então entendeu que era um industrial, com sua criatividade (olhe o comercial futurista da época no vídeo abaixo) desenvolveu produtos e com planejamento e visão de longo prazo fez aquisições que possibilitaram um grande crescimento da empresa, mesmo começando em uma época de "poucas oportunidades".


Os principais diferenciais da empresa de produção de massas, manteiga, biscoitos e farinha sempre foram: o olhar para o colaborador; a valorização da família; e o reconhecimento da importância da história.

Interessante a preocupação da família com a continuidade do negócio no longo prazo, Ivens infelizmente faleceu em 24 de junho de 2016, mas antes disso já havia passado o comando da empresa para os filhos.

Ivens acreditava que as empresas exclusivamente familiares tendem a ter um fim prematuro por centralizar o capital e as decisões. Com o aumento do núcleo familiar, chegada de genros, noras, filhos e agregados, pode ocorrer uma certa guerra de egos. Uma das formas de tentar deixar o negócio perene e agir com antecedência em relação a possíveis conflitos na família, que poderiam destruir a empresa, foi abrir o capital em 2006. A partir daquele ano, cerca de 25 % das ações da empresa começaram a ser negociadas na Bolsa de Valores (B3). 

 Fonte: Relação com investidores da empresa.
De acordo com Ivens, em uma de suas entrevistas, o modelo americano e europeu de democratização de capital pode acabar com esses problemas. Por isso, a participação do mercado, através de seus acionistas, nas decisões da empresa, pode democratizar o capital da empresa e possibilitar uma longevidade maior às suas atividades. A própria escolha do seu sucessor no conselho de administração da empresa foi feita de forma democrática. A família amadureceu ao longo dos anos essa questão e acabou por escolher Ivens Jr., um de seus filhos.

Ivens e Ivens Jr. - Ivens foi casado com Maria Consuelo Leon Scott Dias Branco, tiveram 5 filhos: Francisco Ivens, Francisco Marcos, Claudio Francisco, Maria Regina e Maria das Gracas.
A família ainda têm negócios portuários, imobiliários e fábrica de cimento. Ivens dizia que a ideia era a abertura do capital de todas as empresas, porém as empresas precisavam ainda ser estruturadas. A única empresa de capital aberto é a do setor de alimentos. Ivens citava que outro ponto importantepara a abertura do capital da empresa é que se algum membro da família se sentir infeliz com a administração da empresa, pode vender suas ações em bolsa e sair.

Da mesma forma, se qualquer pessoa quiser participar dos negócios da empresa, inclusive seus funcionários, basta comprar ações da empresa no mercado. Ao que tudo indica, diversos funcionários da empresa possuem ações. Ivens citava isso como algo bom, pois quando as pessoas tem participação na empresa elas desejam que a empresa vá bem, para que as ações sejam valorizadas na bolsa e a pessoa fique mais rica.

Ações em Circulação no Mercado
20/04/2017
Tipos de Investidores / Ações
Quantidade
Percentual
Pessoas Físicas
2.180
-
Pessoas Jurídicas
52
-
Investidores Institucionais
761
-
Quantidade de Ações Ordinárias
85.095.091
25,10
Total de Ações
85.095.091
25,10
Composição do Capital Social
13/04/2017
Ordinárias
339.000.000
Preferenciais
0
Total
339.000.000
Fonte: Site da B3.

O fundador da M. Dias Branco (MDIA3) era uma pessoa de valores, acreditava na importância e relevância social da empresa. Seus filhos parecem seguir os passos do pai, Ivens Jr., inclusive, se parece muito com o pai. Os ideais familiares se transformaram em ideais empresariais sólidos e a empresa como foi e está sendo conduzida parece cada dia mais perene.

Para finalizar o texto, deixo com vocês algumas frases de impacto do saudoso Francisco Ivens de Sá Dias Branco (típico nome de português, não faça mais piada de português! kkkkk):

"O homem deve sempre estar qualificado"

"O Brasil deve investir em educação no nível médio e técnico"

"Na vida sempre temos que pensar em perspectivas, pois muitas coisas acontecem quando não se tem previdência"

"Uma empresa tem que ser um bem social e não só um bem familiar"

"Não me preocupo com os valores que as ações estão sendo negociadas na bolsa, no longo prazo as ações tendem a acompanhar os fundamentos da empresa" (pensamento muito comum entre os investidores de sucesso)

Abraço a todos e vamos consumir biscoitos, massas, manteiga e farinha de trigo.

12 comments:

  1. Excelente postagem Sequoia!
    Também sempre procuro saber a origem dos criadores da empresa, mais por curiosidade mesmo.

    Engraçado como algumas frases ainda são atuais, por exemplo: "O Brasil deve investir em educação no nível médio e técnico"

    ReplyDelete
    Replies
    1. IP, conhecer um pouquinho dos fundadores e seus princípios me ajudam a ter mais confiança no negócio da empresa.
      Obrigado

      Delete
  2. Este biscoitinho é da hora, como todo dia, rs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Uó, se é! não tinha produtos deles na nossa cidade. Esses dias começaram a vender em um mercado aqui. Nós sempre procuramos comprar, são bons mesmo. Confeso que não gosto muito do visual das embalagens de alguns.
      Abraço

      Delete
  3. Admiro muito a governança desta empresa e o modo como tocam os negócios.

    MDIA está no meu radar já faz tempo. Em breve devo adicioná-la à minha carteira também...

    ReplyDelete
    Replies
    1. IW, ela tem uma governança muito boa realmente. Pena que somente 25% das ações está no mercado.
      Abraço.

      Delete
  4. Muito bom o post isso nos ajuda e muito na hora de escolhermos o papel.

    ReplyDelete
  5. Ótima analise e ótimo blog Sequioa, li ele todo hoje kk

    Quando teremos uma nova análise de empresas da bolsa por aqui?

    No aguardo e se puder adicionei meu blog a sua lista, fiz o mesmo com o seu.

    Abraço e bons investimentos pra nós!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigado IP, logo logo teremos mais textos assim. Basta sobrar um tempinho nos fds para estudo.
      Está adicionado, valeu.

      Delete
  6. FAla sequoia, excelente análise, os biscoitos fortaleza, são realmente incríveis, já provei outros cracker, mas ele é demais. parabéns pela análise, também estou de olho na M dias, breve pretendo adquirir, acho que o wannabe está me espionando esse danado, todo ação que tenho interesse esse malandro tbm quer. sucesso ai na jornada

    ReplyDelete
    Replies
    1. Maromba, obrigado. Para quem busca empresas boas, não tem muitas opções na B3. Se analisarmos os principais ativos nas carteiras do pessoal, vamos encontrar muitos repetidos.
      Abraço

      Delete